05 dezembro 2015

Resenha literária: Cinder & Ella

Ao ler o título é impossível não pensar que esse livro é apenas mais uma releitura do clássico da Disney Cinderella. O livro é e não é uma cinderella moderna. Não dizem que todas as histórias tem dois lados? Esse é o lado B da linda história clássica, onde a donzela não é perfeita, muito menos totalmente indefesa. É uma garota com vários problemas e que precisa principalmente de compreensão.

Post participante da Blogagem Coletiva do BGS (Blogueiras, Gurus e Seguidores), com o tema: "O último filme/série/livro que vi e amei". E com certeza esse livro para a lista dos favoritos para sempre!

SINOPSE:

Já faz quase um ano que Ella Rodriguez fez dezoito anos de idade, e esteve em um acidente de carro que a deixou incapacitada, com cicatrizes, e sem sua mãe. Após uma recuperação muito difícil, ela teve que atravessar o país e ficar sob a custódia de um pai que a abandonou quando ela era uma criança. Se Ella quiser escapar da casa de seu pai e sua nova família adotiva horrível, ela deve convencer os médicos de que ela é capaz, tanto física como emocionalmente, de viver sozinha. O problema é que ela não está pronta ainda. A única maneira que ela pode pensar em começar a se curar é se reconectando com a única pessoa que lhe restou no mundo, aquela com quem ela teve algum vínculo, seu melhor amigo da Internet, Cinder. ... Sensação Hollywood Brian Oliver tem uma reputação de ser problema. Há grande burburinho em torno de sua atuação em seu próximo filme The Druid Prince, mas a seus empresários avisaram que ele não vai deixar o posto de ator paixão de adolescentes para ator sério de primeiro escalão, a menos que possa provar que ele deixou seus dias de aventuras para trás e se tornou um adulto maduro. A fim de acabar com a fama bad-boy de Brian, seus empresários criam um noivado falso dele e sua colega Kaylee. Brian não está feliz com o arranjo, ou sua falsa noiva, mas decide que ele vai sofrer por ela, se isso significa que ele vai ganhar uma indicação ao Oscar. Mas um e-mail inesperado de uma velha amiga de Internet muda tudo.

Sabe aquela velha máxima: "Não julgue um livro pela capa"? Pois ela se aplica perfeitamente a este livro. Li a sinopse e vi a capa, a capa absolutamente não me encantou em nada, parecia uma capa de um livrinho para criancinhas de 10 anos (E olha que amo coisas relativamente infantis). Mas quão grata não foi a surpresa ao ler esse livro.

O enredo é maravilhoso, nada de mocinhas bobas, príncipes encantados perfeitos, ou irmãs e madrastas malvadas, tá bom... talvez uma irmã malvada, mas só uma já é o suficiente tá?. Os personagens são leves, divertidos e agradáveis. E diferente da maioria dos Young Adults por aí, o problema da mocinha não é relacionado a dramas escolares comuns, é muito mais profundo, mais humano, mais forte.


O problema com os contos de fadas é que a maioria começa com uma tragédia. Entendo o raciocínio atrás disso. Ninguém gosta de uma heroína mimada, Um grande personagem necessita de adversidades para superar - experiências que lhes dê profundidade, que lhes façam vulneráveis, próximos e agradáveis. Os bons personagens precisam de sofrimentos que lhes façam fortes. A ideia tem sentido, mas mesmo assim é ruim se você for a heroína.


Posso declarar que apesar de ter ficado com os olhos irritados por ter chorado durante 70% do livro, foi uma leitura apaixonante, comovente e revigorante. Mesmo com todo sofrimento, posso dizer que foi revigorante ver como as situações foram abordadas e tratadas ao longo do texto.

Os personagens secundários são bem construídos, cada um com seus próprios problemas e sua maneira de lidar com as diversas situações. Cada um dono da sua história, é impossível não perceber como eles se ligaram e os motivos. São os amigos mais prováveis, incomuns e ao mesmo tempo perfeitos uns para os outros.

O texto é bastante moderno, fala sobre redes sociais, o mundo da fama para os jovens, assédio da mídia, bullying, amizade, romance e livros. A autora não perdeu um só detalhe.

Algumas situações foram abordadas de maneira mais superficial, acredito que principalmente pelo público ao qual o livro se destina, mas isso não fez da história menos interessante ou desconexa. Porque chorei as pitangas gente, juro que não me lembro de já ter chorado tanto lendo. Apesar do texto leve, o livro não deixa de nos emocionar um só segundo.


Avaliação Final


Título Original: Cinder & Ella
Autora: Kelly Oram
Publicação: 2014
Gênero: Young Adults (Jovens adultos)
Editora: Ainda não publicado no Brasil




Bônus 1, com um tiquinho de spoiler: Ella é blogueira (quanto amor pelas blogueiras), e blogueira literária tá? Foi assim que ela conheceu o Cinder. Tem como não amar um livro que tem blogueiras?

Bônus 2: Não consegui descobrir se o livro citado inúmeras vezes pelos personagens existe ou não. Pesquisei mas não cheguei a nenhuma conclusão. Então se alguém já ouviu falar sobre o "The Druid Prince" ou "As crônicas de Cinder" por favor não deixem de me avisar.




Siga a Penteadeira nas Redes Sociais:






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui a sua mensagem, comentário e sugestão, eu leio e respondo todos com muito carinho!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Penteadeira da Queli - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tatiana Design.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo